O Brasil é um país com dimensões continentais e por isso temos grande capacidade de produzir uma alta variedade de madeiras e seus complementos.

O setor madeireiro brasileiro é responsável pela extração de cerca de 13 milhões de m³ de toras das florestas tropicais amazônicas. Com isso a madeira tupiniquim tem grande capacidade de aumentar sua participação no mercado externo.

Conheça agora 5 curiosidades sobre a madeira brasileira que talvez nunca contaram a você!

1. Principais madeiras brasileiras e suas características

Quando o assunto é produção de madeira, o Brasil, devido às suas características específicas, tem (e sempre terá) papel de destaque.

Temos a capacidade de produzir de forma sustentável uma infinidade de espécies de árvores destinadas à produção de madeira. Apresentamos aqui as 5 principais árvores, suas aplicações na marcenaria e como trabalhar com eles:

  • Cedro: Aplicado na produção de móveis, compensados, caixilhos, construção naval e trilhos para janelas. É muito fácil para trabalhar com jato de areia, broca e plaina;
  • Cerejeira: Madeira muito aplicada em móveis, cadeiras, artigos para decoração, armários, portas e outros. Apresenta densidade média e por isso é facilmente trabalhada com utensílios tradicionais de marcenarias;
  • Cedrinho e Cedro Rosa: Bastante usual na marcenaria e na construção civil, sendo utilizada em assoalhos, bancos, batente, caixas, chapas, colunas, forros, mesas, molduras, móveis, parede, portas, rodapés, além de vigamento de telhados;
  • Angelim Pedra: É uma madeira dura e resistente com predominância de peças largas, sendo fácil de trabalhar. Apresenta capacidade de acabamento regular boa na plaina, torno e broca. Usada na construção civil, móveis e outros;
  • Ipê: Madeira altamente densa utilizada como material para soalho, construção civil, caixilhos e quadros de portas. O ipê é altamente resistente, sendo excelente para perfurar com broca ou jato de areia.

2. Maiores Importadores de madeira no mundo

O consumo de madeira no mundo é dividido por alguns produtos basicamente. Veja agora os maiores importadores de madeira a nível mundial segundo a Consulfor, com dados da FAO:

  • Madeira Serrada – Tem como principais países exportadores a China, os EUA e o Japão;
  • Painéis de Madeira – Seus principais importadores são os EUA, a Alemanha e o Japão;
  • Pallets de Madeira – Reino Unido, Dinamarca e Itália são os maiores importadores.

Mas e o Brasil, onde ele se enquadra neste mercado? Bom, para isso, veja a curiosidade seguinte.

3. Números da madeira brasileira

O Brasil tem sete milhões de hectares de florestas plantadas, porém nossa participação no mundo de madeiras trabalhadas ainda é pequena, haja visto que o consumo brasileiro é elevado e grande parte da produção é destinada ao mercado interno.

No entanto, atualmente somos o maior país exportador de celulose de eucalipto do mundo, tendo a China como principal destino, seguido pela Europa e pela América Latina.

De janeiro a fevereiro de 2017, por exemplo, o setor madeireiro brasileiro registrou exportações no valor de US$ 1,3 bilhão. Deste total, a celulose alcançou US$ 971 milhões, o papel US$ 287 milhões e os painéis de madeira US$ 39 milhões.

4. Trabalhando a madeira na fabricação de móveis

A madeira pode ser trabalhada de diversas formas que garantem características específicas a elas. São elas:

– Madeira Maciça: São aquelas que, como o nome diz, são feitas da madeira pura, sem adição de fibras sintéticas ou aglomerados. Móveis de madeira maciça são mais resistentes a danos como riscos e arranhões, e também podem ser recuperados facilmente;

– Compensados: também conhecido como madeira compensada, o compensado é feito empilhando folhas finas em uma espécie de sanduíche. Também melhora a estabilidade dimensional (o quanto ela se expande ou contrai em diferentes temperaturas) e impede que ela se desfaça quando perfurada por pregos e parafusos;

– Aglomerados: composto por três camadas as quais lhe dão resistência física e mecânica, estabilidade dimensional e resistência a empenamentos e deformações;

– MDF (Medium Density Fiberboard): As madeiras mais utilizadas são o pinus e o eucalipto, obtidas através de reflorestamento, o que contribui para a preservação do meio ambiente. É um composto bastante utilizado atualmente.

– OSB (“oriented strand board” ou aglomeradas de partículas de madeira longas e orientadas): Ideal para construções, embalagens, móveis e decorações.

5. Equipamentos essenciais para trabalhar a madeira em uma boa marcenaria

Agora que você conhece as madeiras principais e como podem ser trabalhadas, está na hora de conhecer os equipamentos essenciais em uma boa marcenaria.

Serra, Serra Fita, fita métrica, furadeira, plaina, martelo, parafusos e canetas para marcação não podem faltar. Lembrando que precisam ter qualidade e transmitir segurança ao marceneiro.

Tendo os equipamentos é hora de botar a criatividade em pauta e trabalhar essa matéria prima tão fascinante.

ref: http://www.mill.com.br/5-curiosidades-que-nunca-te-contaram-sobre-madeira-brasileira/